segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Ainda Tenho....




Dormi agarrado à notificação, que correu as ruas onde vivo. Preocupando os progenitores já gastos, por anos sem desgostos!
Saber viver em harmonia é o tributo que se vence nesta vida.
Ninguém é obrigado a partilhar uma relação, quando sente que chegou ao fim uma convivência, onde já nem a simples troca de preocupações sobre os rebentos. Gera discussões que nem o vento as leva para longe das nossas mentes.
E quando assim sucede, nada melhor que partir para o poiso de outra avenida bem perto, para renovar as convicções que pareciam tão certas e fazer renascer uma nova vida.
Que nova vida? Nada disso!
A continuação do percurso definido e especado na necessidade de um futuro mais luminoso. Onde entre o sol radioso e a frescura da primavera que não tarda.
Sou mau demais para me sentir útil. Dizem as más-línguas da certeza absoluta!
Sou bom demais para continuar a dar colo aos que crescem e não deixam de ser crianças. Dizem os muitos que me conhecem. Não de conversas de esquina, mas de porta com porta como vizinhos.
Entretanto juntam-se as festas e as celebrações do nascimento do menino. E do novo ano, que todos rezam para não ser outra vez dificílimo.
Irei regressar ao meu novo lar, onde de casa trabalho. Trabalho casa, se faz o meu dia.
E olhar pelo binóculo para encurtar a grande distância. Juntando assim o olhar a quem me enche de sorrisos e miminhos.
Ainda tenho imensas noites para aconchegar a almofada dos sonhos.
Ainda tenho de dar a mão a quem ma estendeu com ternura.
Ainda tenho foguetes para lançar, quando unir o amor com a paixão.
Ainda tenho que acordar dias e dias e agradecer por mais esse dia.
Ainda tenho…..


1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Guarde bem tudo isso que tem, porque é a maior riquezA QUE PODEMOS TER.
cONTINUAÇÃO DE bOAS fESTAS E FELIZ 2014