segunda-feira, 17 de maio de 2010

Inaugurou-se o Centro para Responder às Necessidades da Freguesia



No sábado fui à Cerimónia de abertura oficial do CRES, nada mais, nada menos que a criação de um Centro de Recursos e Envolvimento Social de Arcozelo, a freguesia onde vivo bem às portas da cidade de tão pequenina, que Arcozelo a engole a cada ano que passa.
É um projecto de intervenção comunitária, decorrente de um contrato de parceria celebrado no âmbito do Programa “Contratos Locais de Desenvolvimento Social”, entre o Instituto de Segurança Social, I.P., o Município de Barcelos e a Kerigma – Instituto de Inovação e Desenvolvimento Social de Barcelos, na qualidade de entidade coordenadora local da parceria. Instituto este que durante um ano me liguei num objectivo de valorização pessoal e engrandecimento das minhas aptidões, já um pouco adormecidas em anos acomodados. E foi com orgulho que presenciei as minhas antigas formadoras a desempenharem funções de grande relevo neste Instituto sendo a minha antiga coordenadora, a Presidente da Direcção.
Recebi o convite e lá apareci para conhecer esta obra que vem colmatar uma das muitas lacunas que a Freguesia carece. Oferecendo um espaço para acolher necessidades nas áreas do Emprego Formação e Qualificação, Intervenção Familiar e Parental, Capacitação da Comunidade e das Instituições e por ultimo Informação e Acessibilidades.
Estes os quatro eixos que formam o grande desafio para a população da maior Freguesia do Concelho, para de uma vez por todas sair do marasmo em que se encontra e procurar neste centro as respostas para todas as suas duvidas e o apoio para as amarguras que a vida tão madrasta nesta fase lhes brinda diariamente.
Por isso a inauguração foi de pompa e perante as entidades convidadas: Presidente da Câmara ainda fresco nas funções depois de uma vitoria que vai ficar para a história.
A Presidente da Segurança Social do distrito, organismo com intervenção directa neste centro.
A Junta entidade directamente ligada, já que é para a sua Freguesia que este centro é direccionado.
Do instituto kerigma principal motor para dar vida a este centro já que será pelas suas coordenadoras que a obra terá pernas para andar.
E por fim a representante do Governador Civil, também ela entusiasmada com esta obra acabada de nascer numa freguesia completamente abandonada pela Câmara durante longos anos de liderança PSD.
E nos discursos de circunstancia, onde se diz maravilhas e se deseja tudo de melhor para o Centro novo em folha. Passou-se aos objectivos do mesmo nas pessoas que irão ser as figuras principais para gerir tamanho desafio, que foi posto ao dispor dos Arcozelenses e é só lá se dirigirem para obter respostas para todas as suas dúvidas.
No final aproveitou-se para entregar mais uns certificados aos formandos que conseguiram subir um ou mais lugares na escolaridade que possuíam. E num clima de festa passou-se à visita das modernas instalações com salas para todas as solicitações que o dia-a-dia reclama.
E bebendo um café com umas bolachinhas de chocolate ao som do Grupo de Seniores da Junta de Freguesia de Arcozelo e da Escola de Dança da A.R.C.A, que animaram a parte final do evento, encerrou-se num clima de animação este empreendimento que vai servir a comunidade Arcozelense, tão multifacetada.

1 comentário:

josé Lopes disse...

Partilho do entusiasmo que depreendo no texto. Agora compete a todos os habitantes de Arcozelo, empresas e instituições colaborarem e agirem em parceria. Só assim o projecto atinge os seus objectivos e contribuirá para a melhoria de vida de muita gente minha vizinha. Eu colaborarei e ajudarei. Espero que outros encaminhem pessoas e colaborem nas actividades...